31-DSC_9518

Desastre encarnado em Basileia, Benfica catastrófico acaba goleado

Foi a hecatombe como há muito não se via. Tínhamos que regressar ao início dos anos 90 e a Vigo. E se o Celta pontificavam, entre outros, craques como Mostovoi e Michel Salgado, este Basileia não é propriamente uma equipa de primeira montra do futebol europeu. Talvez nem de segunda.

Quanto ao jogo, enfim, Rui Vitória apostou em Jardel no eixo defensivo, e em Raul Jiménez na frente com Jonas. Júlio César acabou por ser uma das melhores, senão mesmo a melhor, unidade encarnada, com defesas que evitaram o pior do pior. Com Fejsa no meio-campo, e com o Basel em 4º lugar na liga suiça, não seria de convir que o Benfica não sairia com uma vitória de Basileia, ou, vá-lá, com um ponto conquistado. Todavia Michael Lang, logo aos 2 minutos, começou a tirar todas as ilusões das águias. A recção, porém, não chegava, com Pizzi, Cervi ou Zivkovic sem chama, um meio campo para a frente que não arrancava, e Jiménez, lá na frente, a deparar-se como o mais inconformado.

O 2-0 logo viria aos 20, por Oberlin. E com este resultado chegar-se-ia ao intervalo. Salvio saiu das cabines para substituir Cervi, valeu de muito pouco ou nada.

O 3-0 seria convertido por Ricky Van Wolfswinkel, na conversão de uma grande penalidade. Depois André Almeida, de cabeça perdida, seria expulso com vermelho directo por entrada desproporcionada perante o adversário. Salvio recuou para a posição de André Almeida, e Seferovic entrou por Jonas.

Mas eis que aos 69 uma falha de Pizzi dá no quarto do Basileia, com Oberlin a facturar. Júlio César, com grande defesa ainda adiou o quinto a remate de Steffen aos 73. Só que 3 minutos depois, Riveros acertou duas vezes nos ferros da baliza do Benfica mas na sequência acabaria mesmo por fazer o 5º golo helvético. Aos 87 minutos defesa apertada de Júlio César a evitar o que seria o 6º, por Van Wolfswinkel…

Com este resultado, o Benfica é o último classificado do Grupo A com zero pontos, sete golos sofridos e apenas um marcado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *