Bruno Fernandes fala da sua prestação e das estatísticas associadas ao próprio.

Publicado: Terça-Feira, 24 de Janeiro de 2023

“Eu não sabia que ele tinha sido eleito o melhor em campo, mas foi definitivamente o meu melhor em campo”, disse o técnico do Manchester United, Erik ten Hag, ao discutir o desempenho de Bruno Fernandes no recente derby de Manchester. O holandês não faz elogios individuais com facilidade, mas seus elogios aos Portugueses se tornaram uma ocorrência comum.

Bruno Fernandes evoluiu desde a chegada de Ten Hag a Old Trafford no verão passado, tornando-se um jogador mais completo, que seu técnico descreve como a chave para o estilo de jogo da equipa. Dois golos na semana passada contra Manchester City e Crystal Palace, certamente ajudam no potencial de ataque da equipa, mas as qualidades de Fernandes são consideradas muito mais variadas nesta temporada.

“Ele está desempenhando um papel enorme em muitos momentos do futebol para nós: na construção de ataques, criatividade, movimentação, mas também nas transições, em ambos os lados, nas transições defensivas, ele é magnífico e está fazendo um trabalho muito bom, então estou muito feliz com suas performances”, disse Ten Hag no início desta temporada.

Depois de uma exibição tipicamente comprometida na vitória por 2 a 1 sobre o Manchester City, que viu Bruno Fernandes marcar e ser eleito o melhor em campo, Ten Hag foi novamente meticuloso em seus elogios.

“A ideia [de jogá-lo ao lado] era que defendêssemos como sempre, mas na posse de bola ele tinha um papel de entrar nas entrelinhas, de nos dar um jogador a mais ali, para trazer problemas, hesitações e confusão ao adversário.

“Ele desempenhou esse papel de forma realmente brilhante. À direita, à esquerda também. Tivemos momentos muito bons ao encontrar um homem livre e Bruno foi um fator importante nesse papel. Ele também foi importante na pressão.”

O respeito parece mútuo, Bruno Fernandes elogiou a implementação de Ten Hag de uma disciplina de linha dura no clube já na pré-temporada.

Em declarações à comunicação social no final da semana passada, o ex-Sporting fez um balanço da temporada até ao momento, na qual somou cinco golos em todas as competições. Tendo marcado 28 na sua primeira temporada completa em Manchester.

“Obviamente logo depois que cheguei, eu estava marcando muitos golos e estava num bom momento e a equipa estava ganhando muito, mas o time não conseguiu grandes coisas”, disse Fernandes. “Para mim grandes coisas é ganhar troféus. Meu desempenho individual foi recebendo meus golos, minhas assistências e fui chamado de stat padder”.

“Agora que provavelmente estou jogando um futebol melhor, mas sem essas estatísticas, é muito difícil para as pessoas, então elas fazem o contrário. Para mim o principal é fazer o melhor pela equipa e o treinador tem falado que eu sou importante, jogando bem do jeito que ele quer, do jeito que a equipa precisa, e isso é o mais importante para mim”.

“Obviamente, quero fazer meus golos, quero fazer minhas assistências. Não vou dizer que não, porque quero isso e ainda acho que posso jogar nesse nível e fazer os golos, dar assistência. Mas neste momento estou mais a criar espaços e a fazer o trabalho que é difícil de ver, mas é importante para a equipa.

“Isso é o principal para mim, continuar ajudando a equipa e temos vencido jogos da maneira que tenho jogado, então há algo de bom no que estou fazendo”.

Edição: Footballdream
Foto: Footballdream/PortuGoal.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *