Benfica carimba passagem aos quartos de final da Liga dos Campeões

O Benfica deslocou-se ao Johan Cruyff Arena para defrontar o Ajax, na segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões e conseguiu uma vitória épica e muito sofrida.
O jogo teve sentido único, a baliza encarnada, onde pontificou Vlachodimos, que se fez acompanhar de um esteio defensivo extremamente concentrado e competente.
As oportunidades não abundaram, mas causaram muitos calafrios aos adeptos encarnados presentes em Amesterdão, que foram incansáveis no apoio á equipa portuguesa, do princípio ao fim.
Até ao intervalo o Benfica limitou-se a defender e não conseguia sair em jogada organizada, o que levou o treinador português Nélson Veríssimo a fazer uma substituição, saindo Taraabt e a entrar Meité, para tentar controlar o ímpeto dos jogadores do Ajax.
Mas a toada da partida continuava a ser a mesma, o Ajax a atacar e o Benfica a defender, mas como quem não marca, sofre, um ditado que apesar dos anos, continua atualizado, na transformação de um livre, Grimaldo cruzou e Darwin cabeceou para dentro da baliza, aproveitando o erro de Onana, que saiu dos postes, deixando a baliza desguarnecida.
A partir daí o Ajax, ainda foi mais para cima de modo a tentar chegar ao empate, o que quase permitiu a Yaremchuk matar o jogo, mas o ucraniano demorou na decisão final e foi desarmado.
O Benfica avança para os quartos de final da Liga dos Campeões, onde não chegava desde a época 2015/2016.

15.03.2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *