FC Porto vence Boavista 2-0, Tello decisivo com duas assistências, 72% de posse de bola apenas deram primeiro golo aos 79 minutos

Jogo fraco e de poucas oportunidades com uma primeira parte sem golos – onde apenas se destaca um golo cantado mas falhado por Jackson Martinez. De resto, via-se um Boavista retraído mas compacto e um Porto incapaz de desatar o nó táctico imposto pelos axadrezados. A segunda afinou pelo mesmo diapasão, no entanto, no melhor pano cai a nódoa – neste caso do Boavista, que sofreu o golo já num tempo avançado do jogo (aos 79 minutos) quando mais parecia ter o jogo controlado. O golo esse foi de Jackson Martinez,assistido por Tello, que tinha entrado para o lugar de Hêrnani. Tello que seria também decisivo ao assistir Brahimi (que também saíra do banco) para o segundo golo, aos 87 minutos. Estava assim feito o resultado final.

O resultado de 2-0 acabou por ser justo num jogo – como parece tornar-se costume nos jogos deste Boavista de Petit com os grandes – onde a posse de bola foi de 72% a favor dos dragões, que no entanto não a souberam materializar em oportunidades, falhando muitos passes e gerindo mal a gestão de jogo.  Ao que poderá não serem alheiras as várias alterações promovidas por Júlen Lopetegui com as entradas de Ricardo, José Angel, Rúben Neves, Quaresma, Quintero e Hernâni.

O FC Porto mantém-se assim em segundo lugar, quatro pontos atrás do primeiro, o Benfica, antes de receberem o Sporting, no clássico do próximo Domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *