Benfica volta a marcar passo e concede empate ao Moreirense

Quando parecia que o Benfica já tinha ultrapassado a crise de maus resultados, que quase hipoteca a conquista do título de campeão nacional, voltam a surgir os mesmos problemas e a equipa volta a ceder pontos.
No jogo que marca o arranque da segunda volta, o Benfica empatou a uma bola com o Moreirense, embora tenha dominado toda a partida, as oportunidades criadas, continuam a não ser convertidas e a hesitação em rematar, leva a um descontentamento geral do público, que assim coloca mais pressão sobre a equipa.
O treinador Nélson Veríssimo, mudou a táctica, procura ser mais ofensivo e numa altura do tudo ou nada, não hesitou em colocar a carne toda no assador, mas a equipa de Moreira de Cónegos, veio com a lição bem estudada e deu pouco espaço aos jogadores encarnados.
A equipa de Sá Pinto, adoptou uma postura ultra defensiva, embora bem organizada, que a espaços tentava o contra ataque e foi num desses lances que o Moreirense foi feliz e inaugurou o marcador, com Gilberto a marcar na própria baliza.
Parecia que tudo se ia desmoronar, para o lado dos encarnados, mas a reacção foi imediata, com Darwin a aproveitar um erro dos defesas da equipa visitante, para empatar a partida.
A equipa parecia que tinha renascido com o golo do empate, mas a partir daí, apesar de ter o jogo controlado e passar a maior parte do tempo no meio campo adversário, os jogadores benfiquistas não conseguiram desbloquear a muralha defensiva do Moreirense, que continuava compacta.
Entraram Gonçalo Ramos, Yaremchuck, Diogo Gonçalves e Pizzi, mas o resultado não se alterou e após o apito final, os adeptos manifestaram-se apupando e vaiando toda a equipa.
Com este resultado, o Benfica corre o risco de ver o FC Porto dilatar a vantagem para nove pontos de diferença, na luta pela liderança.

15.01.2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *